fbpx

São Martinho contribui para a doação de 1 milhão de litros de álcool para o SUS

1 de abril de 2020

A São Martinho, uma das maiores produtoras sucroalcooleiras do país, integra o esforço coletivo para doação de 1 milhão de litros de álcool para a produção de álcool gel e álcool 70 para que sejam utilizados na contenção do coronavírus. O objetivo da ação é contribuir com o abastecimento das unidades públicas de saúde de forma gratuita.

“A São Martinho vem envidando todos os esforços no combate ao coronavírus e essa ação coordenada do setor através da UNICA, vem em um momento essencial. Nosso dever como empresa é garantir, acima de tudo, o bem estar da humanidade, através de nosso trabalho”, diz Fabio Venturelli, CEO da São Martinho. No final de março, a Companhia já havia anunciado parceria com a Natura e Avon para processar e envazar álcool em solução 70% para doação à Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo.

Nesta nova etapa, dentro desta grande ação coordenada pela UNICA (União da Indústria de Cana-de-Açúcar) envolvendo 572 municípios do estado de São Paulo, com aproximadamente 44 milhões de habitantes, a São Martinho contribuirá na doação de álcool 70 para as regiões de Ribeirão Preto, Barretos, Franca, São José do Rio Preto, Araraquara e Campinas. Somadas as duas ações para doação de álcool, a São Martinho contribuiu com aproximadamente 205 mil litros de álcool.

A UNICA, da qual a São Martinho faz parte, realiza a interlocução com as secretarias de estado para receber a solicitação de volumes e coordenar a retirada nos produtores. Essa ação ocorrerá com o apoio de membros da Associação Brasileira de Transporte e Logística de Produtos Perigosos (ABTLP), responsáveis pelo deslocamento da carga em veículos próprios, e do Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Combustíveis e de Lubrificantes (Sindicom), que está doando o óleo diesel que será usado.

No total, seis estados receberão essa doação: São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Espírito Santo, Paraná e Santa Catarina. O álcool 70 a ser doado será produzido voluntariamente após a concessão de autorização extraordinária e temporária pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), no último dia 19 de março, que permitiu em caráter excepcional a sua fabricação. O produto é usado para desinfecção e é essencial para serviços de saúde.

Os volumes serão transportados até pontos indicados pelas Secretarias de Saúde desses estados, onde ocorrerá o processamento industrial, para a transformação em gel ou envase da solução líquida. Após isso, a distribuição para as unidades públicas de saúde estará sob a coordenação das Secretarias Estaduais. Toda a operação está respeitando as medidas de higiene e segurança conforme orientações do Ministério da Saúde e da Anvisa.