fbpx

África vê no Brasil oportunidade de parceria para a produção de etanol

15 de agosto de 2008


"Representantes de países africanos demonstraram interesse na produção brasileira de etanol e na possibilidade de parcerias com empresas do Brasil para este fim, durante o workshop "Tecnologias para Uso de Biocombustíveis em Motores Automotivos," realizado nesta quarta-feira (13/08/08), no auditório da Conab, em Brasília.



De acordo com o consultor de emissões e tecnologia da UNICA (União da Indústria de Cana-de-Açúcar), Alfred Szwarc, a África tem tradição na produção de cana-de-açúcar, mas busca tecnologia e equipamentos mais avançados. “Alguns paises já contam com investimentos de empresas brasileiras para isso”, afirmou.



Durante o evento, Szwarc fez uma apresentação sobre as emissões dos gases de efeito estufa pelos veículos, destacando que nos carros flex movidos a etanol essa taxa cai em 90% em comparação com a gasolina. Ele mostrou ainda que o uso do etanol reduz outros poluentes, especialmente compostos de enxofre.



Além da UNICA, palestraram a Magneti Marelli e a Delphi, empresas de setor automotivo, e a Petrobras. A Magneti Marelli mostrou os avanços no desenvolvimento da tecnologia flex, enquanto que a Delphi deu destaque ao trabalho que vem sendo realizado para viabilizar o uso desta tecnologia em motos, o que está previsto para 2009.



Durante o evento, também foram abordadas tecnologias ainda em desenvolvimento, como a introdução do etanol em motores do ciclo diesel. Participaram do encontro representantes de países da América Latina, União Européia, Emirados Árabes, Iraque, Líbia e Ásia, como China e Japão, além de empresas privadas do setor automotivo.



O workshop foi promovido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Brasil, em parceria com os ministérios do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, de Minas Energia e das Relações Exteriores e com a Associação Brasileira de Engenharia Automotiva (AEA).