fbpx

Amyris confirma presença entre patrocinadores do UNICA Fórum

8 de novembro de 2016

A Amyris, multinacional especializada em biologia sintética a partir da biomassa da cana, reforça o seu interesse pelo setor sucroenergético brasileiro e reafirma a parceria de longa data com a União da Indústria de Cana-de-Açúcar ao confirmar o patrocínio do UNICA Fórum, programado para 28 de novembro no Teatro Principal do World Trade Center (WTC) em São Paulo (SP). A empresa, que tem a petrolífera francesa Total como acionista, repete a fórmula de sucesso estabelecida em 2011 quando patrocinou o Ethanol Summit, um dos principais congressos globais sobre questões energéticas e biocombustíveis.
A presidente da UNICA, Elizabeth Farina, destaca a importância da presença da Amyris no novo seminário, que em poucas semanas reunirá autoridades governamentais, especialistas, empresários e executivos da indústria canavieira para um debate sobre o papel das energias e produtos renováveis derivados da cana nos esforços contra o aquecimento global.

“Trata-se de uma das companhias líderes no processo de usar o xarope extraído da cana para produzir cosméticos, fragrâncias, nutracêuticos, biocombustível para aviões e polímeros para pneus. Existe uma demanda crescente por estes produtos de origem renovável no mundo, e a Amyris, uma das pioneiras neste mercado, simboliza este horizonte”, afirma a executiva da UNICA.

A Amyris surgiu em 2003, na Califórnia (EUA), fruto de um projeto financiado pelo fundador da Microsoft, Bill Gates. O objetivo inicial era reduzir os custos do medicamento mais importante no tratamento da malária. Utilizando uma tecnologia inovadora que converte açúcares de plantas em artemisinina, a empresa facilitou o acesso da população a um fármaco responsável por salvar a vida de um milhão de crianças todos os anos.

No Brasil desde 2008, a multinacional iniciou suas atividades industriais em 2011, quando inaugurou em Piracicaba (SP) a primeira operação do mundo voltada para a fabricação de farneseno a partir da cana-de-açúcar, e desde 2012 controla sua própria planta em Brotas (SP). O farneseno é base para a produção de uma versão renovável do diesel e do querosene de aviação, dois combustíveis muito demandados nos transportes aéreo e terrestre, cuja dependência do petróleo resulta em altos índices de emissões de gases de efeito estufa.

O diesel de cana, capaz de reduzir em 80% as emissões de gases de efeito estufa em comparação com o similar fóssil, abasteceu por quase cinco anos, de 2011 até o início de 2016, parte da frota de ônibus da cidade de São Paulo. No total, 402 veículos utilizaram diariamente a mistura com 30% do combustível sucroenergético misturado ao diesel tradicional. Já o bioquerosene tem futuro promissor na aviação brasileira e mundial. Projetos para uso de combustíveis alternativos na aviação comercial começaram em 2009, quando as empresas Embraer, Azul, General Electric (GE) e Amyris assinaram um acordo de cooperação. Em 2014, a companhia GOL realizou seu primeiro voo internacional com biocombustível, partindo de Orlando com destino a Santo Domingo e São Paulo.

Nomes confirmados

Em seu ano de estreia, o UNICA Fórum será composto por quatro plenárias e cerimônias de abertura e encerramento. Participações confirmadas: Henrique Meirelles, ministro da Fazenda; Pedro Parente, presidente da Petrobrás; Justine Leigh-Bell, especialista em créditos de carbono e diretora da Climate Bonds Initiative; Samuel Pessôa, chefe do Centro de Crescimento Econômico do Instituto Brasileiro de Economia (IBRE/FGV); Luiz Barroso, presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE); Antonio Megale, presidente da Anfavea; Luís Roberto Pogetti, presidente do Conselho da Copersucar; Rubens Ometto Silveira Mello, presidente dos conselhos da Cosan, Raízen e Comgás; Pedro Mizutani, vice-presidente de Relações Externas e Estratégia da Raízen e presidente do Conselho Deliberativo da UNICA; Paolo Corvo, diretor global de Desenvolvimento de Negócios para Bioenergias da multinacional alemã Clariant; e Marcelo Furtado, representante da Coalizão Brasil Clima, Florestas e Agricultura.

Inscrições

As inscrições para o Fórum podem ser feitas na página oficial do evento no site da UNICA (clique aqui). Os espaços são limitados.

O seminário será produzido para a UNICA pela multinacional suíça MCI Group, maior realizadora de congressos e seminários do mundo, e pela MediaLink, consultoria dirigida pelo ex-diretor de Comunicação da UNICA, Adhemar Altieri. Além da Amyris, o evento também tem patrocínio das empresas FMC, Syngenta, Coca-Cola, Bayer, Clariant, Honda e Energisa, e tem o apoio do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), entre outras associações e instituições ligadas ao setor sucroenergético.