fbpx

Apesar da queda de preços, cana favorece crescimento do PIB do agronegócio

0
27 de março de 2008

A lavoura de cana-de-açúcar influenciou positivamente no aumento do Produto Interno Bruto (PIB) do agronegócio brasileiro, que cresceu 7,89%, em 2007 (ano calendário).

É o que mostra o levantamento do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada da Universidade de São Paulo (Cepea/USP), com o apoio da Confederação da Nacional da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA).

A agropecuária cresceu 1,98% em dezembro e, no acumulado do ano, 12,18%. O segmento primário da agricultura (produtor rural) aumentou 1,91% em dezembro e acumulou 12,26% de crescimento no ano.

Os destaques do ano passado foram o algodão (expansão em volume e queda de preço), milho (expansão de preço e volume), soja (aumento de volume e preço) e a cana-de-açúcar (aumento de volume e queda de preço).

“É importante ressaltar que este aumento da renda do setor sucroalcooleiro explica-se principalmente pelo crescimento da produção. Do ponto de vista de preços, porém, verificou-se queda sensível no preço médio dos produtos que se traduziu em perda da rentabilidade das unidades industriais e dos fornecedores de cana na safra 2007/08”, avalia Eduardo Leão de Sousa, diretor-executivo da UNICA.

Segundo os dados do CEPEA, houve um aumento de 1,73% no valor da produção da cana-de-açúcar. A majoração foi obtida graças ao aumento da produção (13,1%), apesar da queda de 10% nos preços recebidos.

O trigo (forte queda de produção), além de batata, feijão, laranja, mamona e sisal tiveram quedas expressivas em suas receitas.