fbpx

BID atualiza ferramenta que analisa sustentabilidade

28 de outubro de 2009

Uma ferramenta online, que fornece informações sobre os impactos e riscos econômicos, sociais e ambientais de projetos voltados à produção de biocombustíveis em determinadas regiões da América Latina e Caribe, acaba de ser atualizada pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Criada originalmente em 2008, a “Biofuels Sustainability Scorecard” avalia questões sensíveis como direitos indígenas, emissões de carbono, mudanças no uso da terra e segurança alimentar, entre outras categorias.

A nova versão do Scorecard, lançada oficialmente em setembro de 2009, faz cinco tipos de classificação para cada categoria: excelente, bom, satisfatório, risco em potencial e insatisfatório. Entre as novidades está a inserção de novas categorias, para captar com mais precisão as dimensões ambiental e social dos investimentos em combustíveis renováveis. Além disso, o Scorecard apresenta um recurso de análise espacial, permitindo que os usuários acessem rapidamente informações sobre as áreas de preservação da biodiversidade, por exemplo. Os dados são fornecidos pelo Sistema de Informação Geográfica (SIG).

Para o presidente do BID, Luis Alberto Moreno, o aprimoramento permitirá avaliar de forma mais precisa a sustentabilidade de alguns projetos “verdes” para biocombustíveis: “Agora temos algo mais efetivo para garantir que os projetos sejam verdadeiramente sustentáveis”, afirmou. Já o diretor executivo da UNICA, Eduardo Leão de Sousa, destaca que o principal mérito do Scorecard é sua capacidade de simplificar a avaliação de sustentabilidade dos projetos do setor sucroenergético financiados pelo Banco: “O mecanismo permite oferecer maior garantia ao Banco, que deseja promover desenvolvimento sustentável e, ao mesmo tempo, sinalizar aos investidores, de forma clara e objetiva, quais são os indicadores socioambientais que merecem sua atenção e que o qualificam para o empreendimento.”

Segundo o BID, em futuras atualizações o Scorecard estenderá a análise espacial para outras categorias. Com isso, o usuário terá mais informações sobre a escassez de água e as áreas que possibilitam um alto seqüestro de carbono.

Objetivos do BID

Criado há 40 anos, a principal missão do BID é destinar financiamentos a projetos que promovam desenvolvimento econômico e social em 26 países da América Latina e do Caribe. O BID mantém inúmeras parcerias com governos, instituições acadêmicas, iniciativa privada e investidores. O Banco também realiza pesquisas para apoiar áreas vitais como educação, redução da pobreza e agricultura, além de assumir papel de liderança em questões transnacionais, como comércio, infra-estrutura e energia.