fbpx

Campanha destaca benefícios do etanol na transição energética

17 de janeiro de 2024
Campanha destaca benefícios do etanol na transição energética

A União da Indústria de Cana-de-Açúcar e Bioenergia (UNICA) coloca no ar no próximo dia 18 de janeiro uma campanha para esclarecer dúvidas dos consumidores e incentivar os motoristas a abastecerem seus veículos com etanol.

Com um toque de humor e bastante didática, a campanha será veiculada em rádio e TV e também usará influenciadores nas redes sociais. Com o bordão “Vai de Etanol”, serão veiculados 10 vídeos e quatro spots de rádio, nos principais centros de consumo de etanol do Brasil.

“A iniciativa ocorre em decorrência da necessidade urgente de acelerar a substituição dos combustíveis fósseis por biocombustíveis, reduzindo a emissão dos gases que provocam o efeito estufa”, explica Evandro Gussi, presidente da UNICA. Em 2023, o planeta entrou em ebulição com mais da metade dos dias com temperatura acima do limiar para a ocorrência de eventos extremos climáticos, como mostra relatório do Programa Copernicus, da agência espacial europeia.

Nesse sentido, o etanol surge como um dos biocombustíveis capazes de contribuir para a solução do problema, acelerando a transição energética no país. Entre o lançamento dos motores flex – março de 2003 – e o fim de 2023, o consumo de etanol no Brasil evitou a emissão de 662 milhões de toneladas de CO2 equivalente.

O momento não poderia ser mais apropriado. Ao longo de todo ano de 2023, o biocombustível foi tema central de alguns dos principais fóruns econômicos e ambientais do mundo.

Em setembro, durante a reunião de cúpula do G-20, em Nova Déli, Brasil, Índia, Estados Unidos e outros 19 países e 12 organizações internacionais lançaram a Aliança Global para os Biocombustíveis. A iniciativa tem o objetivo de fomentar a produção sustentável e o uso de biocombustíveis no mundo, tendo o Brasil como uma das referências em tecnologia e boas práticas.

Durante a Conferência do Clima das Nações Unidas, a COP28, nos Emirados Árabes, o texto final do acordo menciona a eliminação progressiva dos combustíveis fósseis e abre uma grande oportunidade para os biocombustíveis.

A campanha

Os roteiros da TV foram pensados para englobar os mais diversos públicos. Desde motoristas de táxi e aplicativos, idosos, mulheres executivas, aficionados por carros e até mesmo os frentistas dos postos, a ideia é retratar, com bom humor, um pouco do que acontece no dia a dia das pessoas, abordando as dúvidas e receios, para trazer a mensagem atualizada do setor.

Os quatro spots de rádio seguem a mesma dinâmica, sempre com o ator apresentando as vantagens do etanol. Ao final de cada entrada, uma assinatura sonora marcará a campanha.

“Também teremos um site exclusivo da campanha, o vaideetanol.com.br. Além de reunir todos os vídeos e spots de rádio, decidimos incluir uma série de ‘verdades e mentiras’ sobre o etanol, uma calculadora que mostra quanto de CO2 as pessoas deixam de emitir ao abastecer com etanol e até um quiz para medir o grau de conhecimento dos motoristas”, afirma Patrícia Audi, diretora-executiva da UNICA.

A campanha foi criada e executada pela agência paulista Jotacom. Segundo o vice-presidente de criação, Fábio Mello, o conceito do trabalho mostra para o consumidor que o etanol é bom para ele, para o carro, para o país e para o planeta.

“Vamos derrubar alguns mitos que ainda existem, como o que o etanol prejudica o motor, que polui mais, que é ruim no inverno, entre tantos outros. Ao final, perguntamos: e aí, vai de etanol?”, afirma Mello.

Redes sociais

A campanha terá desdobramentos nas redes sociais. Cerca de 20 influenciadores abordarão com seus públicos as mensagens da ação. Foram selecionados influenciadores que falam sobre meio ambiente, automóveis e motoristas de aplicativos, trazendo suas experiências diárias para as redes sociais.

“Atualmente, as redes sociais e os influenciadores exercem um papel fundamental na comunicação. Além de falar com a população em geral, usando a TV e o rádio, vamos abordar também públicos específicos por meio das redes sociais”, explica Patrícia.

Mentiras e verdades

“Pesquisas indicam que ainda existe desconhecimento sobre as vantagens do uso de etanol nos veículos. Além de esclarecer essas dúvidas, os filmes tratam dos benefícios ambientais, sociais e econômicos que o biocombustível tem”, afirma o presidente da UNICA.

Entre as informações equivocadas relacionadas ao etanol estão possíveis prejuízos aos motores pelo uso do biocombustível. Diferente do que muita gente pensa, o etanol mantém o motor dos veículos mais limpo do que a gasolina. No caso do biocombustível, o acúmulo de sujeira nos bicos injetores é menor.

Há também quem pense que seja necessário intercalar os combustíveis ou mesmo esperar que um acabe para poder usar o seguinte. O motor flex foi desenvolvido para trabalhar com ambos os combustíveis, em qualquer proporção. O veículo pode passar a vida inteira rodando somente com etanol, sem qualquer tipo de prejuízo aos componentes ou perdas de rendimento.

Existe ainda o mito do funcionamento prejudicado nos períodos de temperaturas mais baixas. Nos carros da década de 1980, essa era uma realidade. Contudo, o carro consegue funcionar mesmo em condições mais frias, pois todo veículo flex ou movido a etanol tem um sistema de partida a frio, que aquece o etanol próximo ao bico injetor.