fbpx

Cana também oferece matéria-prima para a indústria de alimentos

0
22 de janeiro de 2009

Além de açúcar, etanol e bioeletricidade, a cana-de-açúcar, fonte abundante de carboidrato, também serve como matéria-prima para a produção do glutamato monossódico, o conhecido sabor da Ajinomoto, produzido pela empresa há cem anos. Os derivados de cana utilizados em seu processo de fermentação o melaço, o xarope e o açúcar.

De acordo com o gerente de comunicação da Ajinomoto no Brasil, Humberto Sagawa, a empresa compra das usinas de cana-de-açúcar no Estado de São Paulo de 4 a 5 milhões de toneladas em derivados anualmente. “Mais de 90% da produção brasileira do glutamato monossódico vem dos derivados da cana-de-açúcar. Para a empresa essa matéria-prima é vital”,  afirmou Sagawa.

Segundo Sagawa, a Ajinomoto Brasil exporta mais de 60% do que é produzido no País para mais de 60 países da Europa, Ásia, África e Américas. Os compradores sã;o em geral empresas de alimentos que utilizam o glutamato monossódico como matéria-prima na fabricação de seus produtos.

Os aminoácidos usados em diversos produtos da Ajinomoto são fabricados principalmente pelo processo de fermentação e da seleção de um microorganismo adequado para esse processo, “da mesma forma que o iogurte, a cerveja, o vinagre e outros”, completa Sagawa. É no tanque de fermentação que os derivados da cana-de-açúcar são adicionados (veja a imagem abaixo).

Apesar de ser fundamental para a Ajinomoto, a empresa ainda não produz cana-de-açúcar. Sagawa afirma que é melhor para a Ajinomoto Brasil comprar das usinas do Estado de São Paulo, onde a concorrência está grande. “Nós compramos da usina que oferecer as melhores condições”, conclui.