fbpx

Conferência internacional ajuda a redefinir a imagem do açúcar como alimento energético natural

0
16 de junho de 2008


“A divulgação das propriedades positivas do açúcar para desmitificar a imagem do produto e reposicioná-lo como alimento energético natural é fundamental para o setor”, afirmou o diretor-executivo da UNICA, Eduardo Leão de Sousa.



Ele participou na primeira semana de junho, na Inglaterra, da conferência anual do World Sugar Research Organization (WSRO), que reúne o ecossistema mundial de produção de açúcar e que se dedica a desenvolver um melhor entendimento do papel do produto na saúde e na nutrição, com base em estudos científicos. 



A reunião teve por objetivo discutir o futuro da indústria de açúcar, com foco na relação do produto com a saúde dos consumidores. O evento contou com diversas apresentações de especialistas que abordaram fatos, mitos e oportunidades do açúcar, bem como o impacto do tema “suprimento de alimentos” em âmbito mundial.



“O evento é um importante fórum para a atualização dos seus membros sobre os mais recentes estudos que tratam o tema e para a troca de informações sobre o trabalho que vem sendo desenvolvido pelas empresas e associações das diversas partes do mundo”, concluiu o executivo da UNICA. 



Algumas das apresentações de destaque no evento foram as do representante do International Sugar Organization (ISO), de Londres, que falou sobre as novas tendências em segurança alimentar mundial e a palestra do professor Jeya Henry, da Universidade de Oxford Brookes, na Inglaterra, sobre a importância da Organização Mundial da Saúde na indústria de alimentos.



Os estudos científicos da WSRO servem de consulta para agências internacionais como a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) e a Organização Mundial da Saúde (WHO).



Ao todo são 30 países membros do WSRO, entre Estados Unidos, Austrália, Inglaterra, Espanha, Canadá, México, entre outros. O Brasil é representado pela UNICA e o grupo Copersucar.