fbpx

Consumo de etanol hidratado totaliza 1,14 bi de litros em maio

30 de junho de 2023
Bomba de etanol

Dados publicados pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) e compilados pela União da Indústria de Cana-de-Açúcar e Bioenergia (Unica) apontam que, em maio de 2023, o consumo de combustíveis atingiu a marca de 4,97 bilhões de litros pela frota de veículos leves (ciclo Otto). O volume é 14,4% superior ao registrado no mesmo mês do ano anterior, quando foi registrado 4,34 bilhões de litros.

Do total, o consumo de hidratado somou 1,14 bilhão de litros em maio, uma queda de 12,5% quando comparado ao volume registrado no mês de 2022. A participação do etanol, anidro e hidratado, no ciclo Otto atingiu 38,8%, menor índice desde abril de 2017, quando registrou 38,6%. No acumulado do ano, a participação do biocombustível está em 39,6%, também é o menor índice desde 2017.

Importante ressaltar que os volumes publicados pela ANP estão alinhados com os números de vendas de etanol anunciados pelos produtores, a partir dos volumes registrados de entrega às distribuidoras.

As vendas de gasolina C, por sua vez, apresentou forte aceleração, com aumento de 21,5% em relação a maio de 2022, totalizando 4,17 bilhões de litros.

No acumulado de janeiro a maio de 2023, as vendas de combustíveis do ciclo Otto cresceram 10,6% em relação ao mesmo período de 2022, totalizando 23,30 bilhões de litros – maior volume do ciclo Otto da série histórica para o período.

O consumo de hidratado contabiliza retração de 10,6%, com total de 5,73 bilhões de litros. A gasolina C, por sua vez, registra aumento de 16,3%, para um total de 19,28 bilhões de litros. Este volume é o maior consumo do combustível fóssil na série histórica acumulada nos primeiros cinco meses do ano.