fbpx

Diplomatas elogiam gestão em visita a usina paulista

13 de outubro de 2011

undefinedA  gestão brasileira na produção de açúcar e etanol foi alvo de elogios de um grupo de diplomatas de diversos continentes, que visitaram a Usina São Manoel no interior paulista na quinta-feira (06/10). Os 14 cônsules e oficiais de consulados e embaixadas, representando 11 países, conheceram a usina que integra a Copersucar e é associada à União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA).

“É uma grande iniciativa da UNICA oferecer aos diplomatas a oportunidade de ver de perto uma usina. Já conhecíamos a teoria e agora vimos na prática,” destacou o cônsul da África do Sul, Willem Johannes van der  Spuy, referindo-se à visita, a segunda organizada pela UNICA para diplomatas – a primeira ocorreu em novembro de 2010.

Para Juan Victor Monfort, conselheiro da delegação da União Europeia no Brasil, “ver as instalações, ter uma experiência concreta com as pessoas que efetivamente conhecem o setor foi muito enriquecedor.”

Monfort citou particularmente o contato direto com engenheiros agrícolas e industriais da São Manoel, localizada perto da cidade de São Manuel, a 300 km de São Paulo.

Temas variados

Peter Efland, vice-cônsul da Dinamarca, elogiou o trabalho da UNICA em organizar o encontro: “a visita foi uma ótima ideia, tivemos uma visão geral prática da macro e  da microeconomia da indústria sucroenergética.”

Também participaram do grupo diplomatas da Áustria, Bélgica, Canadá, Coreia, Estados Unidos, França, Japão, Noruega, Países Baixos e Suécia.

Acompanhados pelo diretor executivo da UNICA, Eduardo Leão de Sousa, que fez uma palestra sobre os desafios de médio e longo prazo do setor sucroenergético, e de Luana Maia, analista de Relações Institucionais da entidade, o grupo mostrou-se bastante interessado em temas como produção sustentável e formas de maximizar os produtos.

 

“É muito positivo constatar o interesse e as preocupações dos representantes de diversos países sobre a nossa indústria. As questões são bastante abrangentes e abordam, entre outros, temas como a regulação do setor, perspectivas de oferta e demanda, certificação de produtos e sustentabilidade, denotando uma agenda global diversificada que aflora em uma visita rica como esta,” comentou Sousa.