fbpx

Energisa é primeira comercializadora do setor elétrico a patrocinar

10 de novembro de 2016

Buscando novas oportunidades de negócios junto às empresas geradoras de energia elétrica renovável a partir da biomassa da cana, a Energisa Comercializadora, pertencente ao Grupo Energisa, conglomerado privado do setor elétrico nacional, é o mais novo patrocinador do UNICA Fórum 2016. O evento, marcado para o dia 28 de novembro no Teatro Principal do World Trade Center (WTC), em São Paulo (SP), vai analisar o papel do segmento sucroenergético no contexto dos desafios causados pelas mudanças climáticas e dos compromissos de desenvolvimento sustentável assumidos pelo Brasil até 2030.

Criada há 10 anos para ser o braço do Grupo Energisa no segmento de comercialização de energia, o novo patrocinador do Fórum possui atualmente sete usinas do setor sucroenergético em sua carteira de clientes. Em 2015, negociou aproximadamente 254 mil MWh de energia elétrica oriunda da biomassa de cana no mercado livre, no qual a operação comercial é feita diretamente entre consumidores e vendedores de energia.

Para a presidente da Energisa Comercializadora, Alessandra Amaral, a parceria com o UNICA Fórum faz parte de uma estratégia de aproximação com as empresas da indústria canavieira, que vem sendo conduzida com a colaboração do consultor Silvio Biagi. “Queremos estreitar laços com os geradores da biomassa, principalmente com o segmento sucroenergético, já que a cana representa 77% desta fonte. O Fórum tem grande representatividade e atrai o interesse de importantes formadores de opinião. Identificamos nele uma ótima oportunidade para divulgar mais ainda a nossa empresa”, explica a executiva.

Segundo o gerente em Bioeletricidade da UNICA, Zilmar de Souza, a biomassa, além de sua importância estratégica para o País, tem potencial para expandir ainda mais o seu papel, sobretudo pelo fato de o Governo ter assumido compromisso em reduzir emissões de gases de efeito estufa na Conferência do Clima (COP21), em Paris. De acordo com dados da EPE, dentre as metas assumidas pelo Brasil até 2030, consta a previsão de um aumento de cerca de 10% para 23% na oferta de energia elétrica renovável produzida a partir das fontes biomassa, eólica e solar.

“Considerando este cenário, somente o volume energético fornecido pela bioeletricidade para a rede deverá apresentar um crescimento de mais de 300% entre 2014 e 2030”, ressalta o especialista. De janeiro a agosto deste ano, a biomassa gerou para o Sistema Interligado aproximadamente 14,5 mil GWh, o suficiente para abastecer anualmente 7,4 milhões de residências, evitando a emissão de 5,9 milhões de toneladas de CO2. A marca equivale ao cultivo de 41 milhões de árvores nativas ao longo de 20 anos.

Nomes confirmados

Em seu ano de estreia, o UNICA Fórum será composto por quatro plenárias e cerimônias de abertura e encerramento. Participações confirmadas: Henrique Meirelles, ministro da Fazenda; Pedro Parente, presidente da Petrobras; Justine Leigh-Bell, especialista em créditos de carbono e diretora da Climate Bonds Initiative; Samuel Pessôa, chefe do Centro de Crescimento Econômico do Instituto Brasileiro de Economia (IBRE/FGV); Luiz Barroso, presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE); Antonio Megale, presidente da Anfavea; Luís Roberto Pogetti, presidente do Conselho da Copersucar; Rubens Ometto Silveira Mello, presidente dos conselhos da Cosan, Raízen e Comgás; Pedro Mizutani, vice-presidente de Relações Externas e Estratégia da Raízen e presidente do Conselho Deliberativo da UNICA; Paolo Corvo, diretor global de Desenvolvimento de Negócios para Bioenergias da multinacional alemã Clariant; e Marcelo Furtado, representante da Coalizão Brasil Clima, Florestas e Agricultura.

Inscrições

O prazo de inscrições para o UNICA Fórum 2016 termina no próximo dia 21 de novembro, ou seja, uma semana antes de sua realização. Portanto, os interessados em participar têm até esta data para efetuar as inscrições por meio da página oficial do Fórum (aqui). O sistema de registros oferece duas opções de pagamento: boleto bancário e cartão de crédito.

Para pagamentos com boleto bancário, alertamos que este deve ser quitado também até 21/11. Caso utilize o serviço de internet banking, pedimos atenção especial ao horário limite para pagamentos on-line do seu banco.

Após o dia 21/11, só será possível se increver pessoalmente na recepção do evento.Os espaços são limitados.

O seminário será organizado pela multinacional suíça MCI Group, maior realizadora de congressos do mundo, e pela MediaLink, consultoria dirigida pelo ex-diretor de Comunicação da UNICA, Adhemar Altieri. Patrocinado pelas empresas FMC, Syngenta, Bayer, Clariant, Honda, Amyris e Energisa, o Fórum é apoiado pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), entre outras instituições e associações ligadas à cadeia sucroenergética.