fbpx

Estréia do etanol no Rally Dakar será com combustível brasileiro

15 de dezembro de 2009

O piloto, Klever kolberg (dir.), e o navegador Giovanni Godoi Foto: divulgação

Oito mil litros de etanol brasileiro de cana-de-acúcar foram embarcados para a Argentina nesta quinta-feira (10/12), para abastecer a equipe do piloto brasileiro Klever Kolberg que vai competir na edição 2010 do maior rally do mundo, o Rally Dakar. Com apoio da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA), Kolberg vai inaugurar a nova categoria Etanol, tornando-se o primeiro piloto a competir no renomado rally utilizando um veículo movido a etanol – uma Mitsubishi Pajero fabricada no Brasil e equipada com motor V-6 flex-fuel.

O etanol embarcado para a Argentina foi produzido pela Cosan, maior empresa produtora de etanol do mundo e associada da UNICA. A Cosan é uma das patrocinadoras da equipe Valtra Dakar Eco Team liderada por Kolberg, juntamente com Basf, Pirelli, Mitsubishi, Mobil, UNICA e Valtra. A Cosan é a detentora das marcas Mobil e Esso no Brasil.

“Queremos registrar o nosso agredecimento à Cosan e UNICA, que foram fundamentais para superarmos uma série de obstáculos logísticos e burocráticos para levar etanol do Brasil para a competição. Agora, a estréia do etanol no Rally Dakar está completa, pois vai acontecer com etanol brasileiro, produzido de forma sustentável,” afirmou Kolberg.

Os barris de etanol serão distribuidos ao longo da rota para uso da equipe de Kolberg. Antes conhecido como Paris-Dakar, o Rally Dakar é realizado na América do Sul desde o ano passado. A largada da edição 2010 será no primeiro dia do ano em Buenos Aires. Os competidores seguirão até Iquique, no norte do Chile, retornando a Buenos Aires por outra rota que inclui passagem pela capital chilena, Santiago, cobrindo um total de 9.000 quilômetros.