fbpx

Etanol é destaque em cerimônia de posse do novo diretor da ANP

18 de outubro de 2013

A importância dos biocombustíveis para o Brasil, principalmente do etanol, foi um dos principais pontos abordados pela diretora-geral da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), Magda Chambriard, durante cerimônia realizada na quinta-feira (17/10) para a posse do novo diretor da entidade, Waldyr Barroso. O evento, realizado na sede da Escola Naval da Marinha do Brasil, no Rio de Janeiro, teve a participação da presidente da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA), Elizabeth Farina.

Em seu discurso, Chambriard lembrou que 2013 marca não apenas os 15 anos de atuação da ANP, mas também diversos aspectos positivos de temas relevantes para a economia do País. “Podemos destacar a evolução do mercado dos biocombustíveis, fatos como a queda de preço e desoneração fiscal do etanol, a boa performance da atual safra de cana-de-açúcar, a maior competitividade do biocombustível à base de cana frente à gasolina em Estados chave, caso de São Paulo, Paraná, Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul,” disse.

O novo diretor da ANP, graduado em Engenharia Mecânica, mestre em Ciências e especialista em Engenharia de Petróleo, sinalizou que espera desafios intensos para as cadeias produtoras de petróleo e derivados, do gás natural, dos biocombustíveis e da distribuição de combustíveis.

“O aumento da produção de petróleo, a retomada das rodadas, a construção de novas refinarias, a Lei do Gás, o etanol de segunda e terceira gerações, entre outros fatores, ampliam a nossa responsabilidade no papel da ANP,” afirmou Barroso.

“É importante ouvirmos o etanol destacado entre as prioridades da ANP. A atual safra de cana, a maior da história, ilustra claramente o forte compromisso dos produtores, mesmo neste momento em que o setor enfrenta enormes desafios econômicos e financeiros,” afirmou Farina.