fbpx

Jamaica adota mistura de 10% de etanol de cana-de-açúcar à gasolina

0
5 de novembro de 2008


A companhia de petróleo da Jamaica, Petrojam, lançou no sábado (01/11/08) a mistura de 10% de etanol à gasolina (E10) comercializada no país. Segundo o ministro de energia da Jamaica, Clive Mullings, com a adoção de E10, o governo jamaicano espera economizar 52 milhões de dólares por ano até 2010 com a redução nas importações de petróleo. A mistura será obrigatória até maio de 2009.


Para o representante-chefe da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA) na América do Norte, Joel Velasco, a Jamaica representa um exemplo típico do que a entidade defende. “Trata-se de um país que já cultiva a cana-de-açúcar, já produz etanol e agora vai usá-lo para reduzir sua conta de importação de petróleo, que é elevada, além de reduzir suas emissões de CO2”, afirmou Velasco. “É uma experiência que pode ser repetida em mais de 100 países que já plantam cana no mundo.”


O alto preço pago pelo petróleo serviu para acelerar as ações do governo jamaicano na busca de formas de diversificar sua matriz energética. A Petrojam está garantindo aos motoristas uma gasolina até dois dólares mais barata por litro do que a atualmente produzida com o éter metil-terciário butílico (MTBE), derivado do petróleo.


Além do E10 ser considerado um melhor combustível para o transporte e na redução de gases de efeito estufa, os investimentos esperados para expandir a indústria jamaicana de etanol devem incrementar a infra-estrutura do setor e gerar novos empregos.