fbpx

Petróleo está assinando sua sentença de morte, diz estudo

0
21 de agosto de 2006

Os preços do petróleo vão permanecer bem acima dos US$ 50 por barril nos próximos anos, pressionados pelo aperto entre a oferta e consumo mundial.

Essa situação vai forçar uma maior economia energética e, ao mesmo tempo, fortalecer o emprego de outras fontes de energia sustentável, como o etanol produzido pelo Brasil. Com isso, a importância do petróleo como fonte energética no mundo vai declinar gradualmente nos próximos dez anos.

Essa é a conclusão do estudo “Uma nova era para os preços do petróleo”, elaborado pelo especialista no setor, John Mitchell, do instituto Chatham House, de Londres. “O petróleo está assinando sua própria sentença de morte ao se precificar fora do mercado e tornando muito atrativas alternativas energéticas que anteriormente eram caras para os consumidores”, disse Mitchell.

“Outro exemplo seria a abertura dos mercados dos Estados Unidos e Europa para a competição do etanol produzido pelo Brasil e outros países em desenvolvimento”, disse.