fbpx

Plenária do Summit destacará implicações do petróleo na indústria

30 de junho de 2015

As fortes variações do preço do petróleo e o seu impacto na matriz energética brasileira, inclusive no mercado de biocombustíveis, estarão em foco na primeira plenária da edição 2015 do Ethanol Summit. Intitulado “O Impacto da Nova Realidade do Petróleo no Pré-Sal e nos Biocombustíveis,” o debate contará com a participação de autoridades e especialistas profundamente conhecedores do tema.

Já estão confirmados nesta plenária, a diretora-geral da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), Magda Chambriard; a presidente da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA), Elizabeth Farina; o secretário-geral da Associação Europeia de Etanol Renovável (ePURE), Robert Wright, o diretor do Instituto de Energia e Ambiente da Universidade de S. Paulo (IEE/USP), Ildo Sauer; e o conselheiro geral da Renewable Fuels Association (RFA), Ed Hubbard.

Após permanecer por muitos anos na casa dos US$ 100 por barril, o petróleo caiu vertiginosamente de preço no mercado internacional. No começo de junho, o barril do Brent, considerado a referência do mercado, estava pouco acima de US$ 50. Isso ocorreu porque grandes produtores, como Iraque e Líbia, abriram mão de parte de seus lucros para poder vender mais. Os Estados Unidos, por sua vez, têm investido cada vez mais na produção do gás de xisto, mais barato que o petróleo, reduzindo a demanda global.

Esse cenário cria uma situação específica para o Brasil. Aqui, a principal aposta da Petrobras são os mais de 16 bilhões de barris de petróleo das reservas provadas do pré-sal, que foi alçada em setembro de 2008 à categoria de solução energética para o País. Agora, as expectativas para essa imensa reserva sofrem os impactos causados pela queda dos preços. A baixa das cotações pode ser vista como um grande desafio, não apenas para a indústria petrolífera, como também para a de biocombustíveis.

A plenária “Impacto da Nova Realidade do Petróleo no Pré-Sal e nos Biocombustíveis” será realizada às 15H15, na segunda-feira, 06 de julho, primeiro dia do Summit 2015.

Lançado em 2007 pela UNICA e realizado a cada dois anos, o Ethanol Summit é um dos principais eventos do mundo voltados para as energias renováveis, particularmente o etanol e os produtos derivados da cana-de-açúcar. Ele reúne empresários, autoridades de diversos níveis governamentais, pesquisadores, investidores, fornecedores e acadêmicos do Brasil e do exterior.

Na edição deste ano mais de 1.500 participantes irão acompanhar quase cem palestras, divididas em plenárias, painéis temáticos e cerimônias de abertura e encerramento, além de eventos paralelos.

A edição 2015 do Ethanol Summit tem o patrocínio da Syngenta – importante organização mundial que investe em tecnologia para o desenvolvimento de uma produção agrícola sustentável – e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) – um dos maiores bancos de desenvolvimento do mundo e, hoje, o principal instrumento do Governo Federal para o financiamento de longo prazo e investimento em todos os segmentos da economia brasileira.

O evento também conta com o apoio das empresas: BASF, Clariant, FMC, Novozymes e do Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Combustíveis e de Lubrificantes (Sindicom).