fbpx

Projeto Etanol Verde, que deu origem ao Protocolo Agroambiental, recebe Prêmio Mário Covas

0
17 de abril de 2009

O Projeto Ambiental Estratégico Etanol Verde, que motivou a assinatura do Protocolo Agroambiental, no qual o setor sucroenergético paulista antecipou prazos para erradicar a queima da palha da cana-de-açúcar durante a fase da colheita, ganhou o Prêmio Governador Mário Covas, concorrendo na categoria “Inovação em Gestão Pública”. A cerimônia de premiação ocorreu nesta quarta-feira (08/04/09), em São Paulo.

 

Para o coordenador do projeto na SMA, Ricardo Viegas, a premiação reconhece uma parceria público-privada bem-sucedida. Ele destaca que o objetivo do projeto “é garantir que a indústria paulista aplique o conceito de sustentabilidade na cultura da cana, cobrindo aspectos como consumo de água, recuperação de matas ciliares e conservação do uso do solo”.

 

Desde que foi assinado, o Protocolo Agroambiental já obteve 80% de adesão voluntária das usinas produtoras de açúcar, etanol e bioeletricidade do estado. Para o coordenador do departamento de Responsabilidade Ambiental Corporativa da UNICA, Daniel Lobo, “até hoje, nenhuma iniciativa neste sentido conseguiu índice tão expressivo de adesão”.  Para Lobo, o envolvimento das usinas associada à UNICA foi fundamental durante o processo de criação do Protocolo, que antecipa os prazos estabelecidos em lei fixando a erradicação da queima nos canaviais até 2014 para áreas mecanizáveis e 2017 para as não mecanizáveis, que são áreas com inclinação superior a 12 graus. “Era preciso criar um protocolo voluntário que antecipasse o fim da queima controlada, mas que fosse compatível com o nível gradual de mecanização que inclui não só a aquisição de máquinas, mas toda a infra-estrutura e preparação dos canaviais.”, ressalta Lobo.

 

O projeto Etanol Verde é fruto de uma parceria entre a Secretaria de Meio Ambiente do Estado de São Paulo (SMA) e a indústria canavieira paulista, representada pela União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA). A iniciativa, que estabelece princípios e diretivas técnicas, de natureza ambiental, a serem observadas pelas usinas durante o processo de produção da cana-de-açúcar, disputou o prêmio com mais de 180 trabalhos inscritos e 40 semifinalistas. Esta foi a primeira iniciativa da SMA a receber tal honraria.

 

A assinatura do Programa Etanol Verde ocorreu durante a realização do evento Ethanol Summit em 2007 (04 e 05/06/07), com a presença do governador José Serra, do secretário de Estado de Meio Ambiente, Xico Graziano e do presidente da UNICA, Marcos Jank. A idéia de se criar o projeto surgiu por conta da expansão da atividade canavieira em São Paulo nos últimos anos, considerado o maior pólo de produção de cana e seus respectivos produtos derivados no mundo. Atualmente, o setor sucroenergético ocupa uma posição de destaque entre os segmentos produtivos nacionais, fazendo da cana-de-açúcar uma importante força motriz para o desenvolvimento econômico brasileiro.