fbpx

Projeto RenovAção requalifica cortadores de cana em Araçatuba

21 de julho de 2010

Cem cortadores de cana começam nesta segunda-feira (12/07) a participar de cursos para trabalhar como soldadores, eletricistas de caminhão e mecânicos de trator. A iniciativa faz parte do Projeto RenovAção, liderado pela União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA) em parceria com a Feraesp  (Federação dos Empregados Rurais Assalariados do Estado de São Paulo) e patrocínio das empresas Syngenta, John Deere e Case, com apoio do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Os treinamentos serão realizados na Usina Clealco por professores do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) de Birigui. O objetivo é capacitar até sete mil trabalhadores por ano para atividades dentro das usinas ou em outros setores da economia onde haja demanda local.

Uma dos motivos da recapacitação dos trabalhadores é o avanço da colheita mecanizada no corte de cana-de-açúcar. Até 2014, conforme prevê o Protocolo Agroambiental, firmado em 2007 entre os produtores e o governo do Estado de São Paulo, a queima da palha da cana deverá ser encerrada exceto em áreas onde a inclinação é superior a 12 graus. Nessas áreas, o fim da queima, com a eventual substituição do corte manual pela colheita mecanizada, deve ocorrer até 2017.

“O fim da queima da palha de cana com a adoção da colheita mecanizada é muito importante do ponto de vista ambiental. Mas tão importante quanto isso é o preparo dos trabalhadores rurais que atuam no corte e precisam ser preparados para exercer novas funções. Por isso, criamos o Projeto RenovAção,” explica Eduardo Leão de Sousa, diretor executivo da UNICA.
Em apenas quatro meses, 520 cortadores de cana já foram requalificados em cursos do Projeto RenovAção realizados em regiões canavieiras de São Paulo. Os técnicos do BID, que estiveram em Ribeirão Preto no mês passado, acompanhando os resultados iniciais da iniciativa, ficaram com uma excelente impressão do trabalho realizado.

Eles explicaram que o Banco considera os biocombustíveis como um importante vetor de desenvolvimento socioeconômico. “Queremos ajudar esta indústria a se fortalecer e a se ampliar de forma sustentável, replicando essa experiência em vários países da região,” observou Paulo de Lanna Barroso Jr, consultor do BID.

O Projeto RenovAção é  uma das maiores iniciativas de requalificação de trabalhadores já implantada pelo setor sucroenergético no mundo. Segundo Barroso Jr, o BID apóia uma série de iniciativas na área de bicombustíveis sustentáveis em mais de 15 países, mas esta é a primeira participação do banco em ações para requalificação de trabalhadores da indústria da cana.

“Até outubro deste ano, a meta é requalificar dois mil trabalhadores rurais, entre cortadores de cana e pessoas ligadas às comunidades das seis principais regiões canavieiras do Estado de São Paulo”, complementa Eduardo Sousa.

Araçatuba é a sexta região canavieira do Estado de São Paulo a receber os cursos de requalificação do Projeto RenovAção. Anteriormente, foram realizados lançamentos nas regiões de  Ribeirão Preto, Piracicaba, Presidente Prudente, Bauru e Lençóis Paulista, Assis e São José do Rio Preto.