fbpx

Publicação mostra principais ações e resultados da UNICA em 2010

14 de dezembro de 2010

Os principais resultados obtidos a partir de projetos, parcerias e iniciativas desenvolvidas pela União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA) ao longo de 2010 estão reunidos em uma nova publicação, distribuída hoje durante a última entrevista coletiva reunindo a diretoria e consultores da entidade e a imprensa. Em 16 páginas, o Balanço 2010: principais ações e projetos apresenta um resumo das atividades da UNICA no Brasil e no exterior.

Para o presidente da UNICA, Marcos Jank, “este ano fica marcado como o da consolidação de importantes iniciativas lançadas pela entidade nos últimos anos. Ideias e planos que hoje geram resultados concretos, duradouros e estratégicos para o setor sucroenergético brasileiro.”

Nas três grandes áreas de atuação – Competitividade, Sustentabilidade e Comunicação –  foram várias ações desenvolvidas pela entidade. Na área internacional, por exemplo, os escritórios da UNICA em Washington e Bruxelas intensificaram ações pela redução de barreiras tarifárias e não-tarifárias impostas ao etanol e açúcar brasileiros.

Uma das principais conquistas do ano ocorreu em fevereiro, quando a Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (EPA, na sigla em inglês) reconheceu o etanol de cana-de-açúcar como biocombustível renovável de baixo carbono, de acordo com a lei que rege a produção e utilização de biocombustíveis no país, o Renewable Fuel Standard (RFS2). O anúncio também designou o etanol de cana como “biocombustível avançado,” capaz de reduzir as emissões de gases causadores do efeito estufa em 61% quando comparado à gasolina.

Já no capítulo Sustentabilidade, o Projeto RenovAção, desenvolvido para requalificar trabalhadores do corte manual de cana, teve um grande impulso. Além do apoio já existente das empresas CASE IH, John Deere e Syngenta, e do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), foi firmada uma nova parceria com a Fundação Solidaridad, organização não-governamental holandesa, que garantirá ainda mais oportunidades para os trabalhadores e visibilidade para o projeto, particularmente no exterior.

A UNICA produziu ainda a segunda edição de seu Relatório de Sustentabilidade, formulado de acordo com os padrões do GRI (Global Reporting Initiative). O trabalho contou com contribuições de mais de 90% das empresas associadas e a participação ativa de formadores de opinião de grande destaque para a definição dos temas abordados.

No capítulo Comunicação, destaque às ações do Projeto AGORA, que reúne 18 associações e empresas da cadeia produtiva sucroenergética em torno do maior esforço integrado de marketing e comunicação institucional já realizado no agronegócio brasileiro. Foram várias as atividades  nesta área, como a cerimônia de entrega do 1º Prêmio TOP Etanol, em junho, que reuniu os três principais candidatos à Presidência da República na casa de espetáculos Via Funchal, em São Paulo; a participação inédita no Salão Internacional do Automóvel de São Paulo, coincidindo com a comemoração de 50 anos de existência do evento; o lançamento do projeto educacional Estudo Municípios Canavieiros, que teve como objetivo esclarecer, por meio de uma abordagem pedagógica, a importância e os impactos da presença da indústria da cana-de-açúcar em municípios onde a indústria é relevante para a comunidade em termos econômicos, sociais e ambientais.

Por fim, na área de Institucional, o número de visitas por delegações internacionais cresceu de forma significativa em 2010 em relação ao ano anterior. De janeiro a dezembro, mais de 180 delegações internacionais foram recepcionadas pela UNICA, total 25% superior ao do ano anterior. Vindos principalmente das Américas e Europa, os grupos visitantes incluíram chefes de estado como o príncipe Philippe da Bélgica, representantes de governos e organismos internacionais, além de executivos dos mais variados setores, técnicos, acadêmicos, pesquisadores e estudantes.

Nas relações com a imprensa, quase 1200 solicitações de veículos de comunicação brasileiros e outras 110 de jornalistas internacionais foram atendidas. Desde 2008, a média mensal de atendimento às demandas da imprensa pela UNICA permanece em torno de 90%.