fbpx

Revisão de dados de produção altera Zoneamento Agroambiental em SP

5 de outubro de 2009

 

Um novo Zoneamento Agroambiental para o setor sucroenergético no Estado de São Paulo foi divulgado no final de setembro pelas secretarias do Meio-Ambiente e da Agricultura e Abastecimento. O novo mapa incorpora uma série de ajustes realizados no levantamento “edafoclimático”, que representa características de clima e solo.

“As áreas alteradas eram consideradas inaptas à produção de cana-de-açúcar. No entanto, a Secretaria do Estado permaneceu aberta ao diálogo e foi mostrado que havia uma possibilidade de melhoria no Zoneamento,” afirmou Jorge Luís Donzelli, coordenador de Pesquisa Tecnológica do Programa Agronomia, do Centro de Tecnologia Canavieira (CTC).

As principais mudanças no Zoneamento Agroambiental ocorreram no Nordeste e Sudoeste do Estado. As alterações foram associadas à capacidade de produção agrícola dessas áreas que foram reconhecidas como de médio para alto potencial de produção.

Para o assessor jurídico da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA), Francesco Giannetti, a revisão mostra que o Zoneamento não é estático e que deve ser ajustado com o tempo. “Com o ajuste dos dados, percebemos que as secretarias do Estado de São Paulo também compartilham desta percepção.”

Divulgado em 2008 pelo governador José Serra, o Zoneamento Agroambiental foi elaborado para orientar o planejamento sustentável do crescimento do setor sucroenergético no Estado. No levantamento são considerados aspectos hidrográficos, físicos, topográficos e climáticos.

.