fbpx

Setor estará na pauta de curso para novos jornalistas do Estadão

2 de maio de 2013

Depois de três longos dias de entrevistas, 25 jovens jornalistas foram escolhidos para participar do 3º Curso Estado de Jornalismo Econômico, promovido anualmente pelo jornal O Estado de São Paulo, um dos mais tradicionais veículos de comunicação do País. Este ano, além dos temas tradicionalmente abordados durante o curso, os repórteres terão um dia inteiro dedicado ao aprimoramento de seus conhecimentos sobre a cadeia produtiva da cana-de-açúcar, graças à parceria estabelecida entre o Grupo Estado, controlador do jornal, e o Projeto AGORA, a principal iniciativa de comunicação corporativa do setor sucroenergético brasileiro.

Para a coordenadora do AGORA, Amanda Turano, o trabalho conjunto com o Estadão permitirá transmitir aos participantes do curso o que há de mais avançado em termos de conceitos e práticas vigentes na indústria canavieira.

“O setor evoluiu, os produtos já são reconhecidos mundialmente tanto por sua eficiência energética quanto pela sustentabilidae reconhecida dos métodos de produção, mas tudo isso, que hoje integra a realidade de um setor tão importante para o País, precisa chegar aos profissionais que levam informações à sociedade no dia-a-dia.”

A parceria com o Grupo Estado prevê que no decorrer do curso, especialistas, consultores e executivos selecionados pelas dez entidades e cinco empresas parceiras do Projeto AGORA participem com palestras e sessões de perguntas e respostas. “A ideia é levar o canavial até eles, nem que seja de forma simbólica, por meio de pessoas equipadas para abordar todos os aspectos da produção de etanol, açúcar e bioeletricidade,” afirmou Turano.

Entre os participantes do curso em 2013 há representantes do Espírito Santo (1), Maranhão (1), Minas Gerais (3), Pernambuco (1), Paraná (1), Rio de Janeiro (2), Rio Grande do Sul (3), Santa Catarina (1) e São Paulo (12). O curso terá inicio no dia 06 de maio, e os convocados passarão por aulas teóricas e práticas sobre política econômica, sistema financeiro, macroeconomia, entre outros temas.

Para o Projeto AGORA, que tem abrangência nacional, a diversidade de origens dos jovens jornalistas é um detalhe importante. “Nem sempre todos os participantes do curso permanecem na empresa organizadora, o Grupo Estado. Vários se colocam em veículos de outros estados brasileiros, o que significa que o aprendizado adquirido no curso se espalha por várias regiões do País,” explica Adhemar Altieri, diretor de Comunicação Corporativa da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA), uma das entidades parceira do AGORA.

O curso de Jornalismo Econômico é uma variação mais específica do “Curso Intensivo de Jornalismo Aplicado”, tradicional incentivo promovido há mais de 20 anos pelo Grupo Estado.

Agroenergia em Curso

Esta não é a primeira vez que o setor sucroenergético investe em conhecimento voltado para os profissionais de comunicação. Em maio de 2011, o Projeto AGORA lançou o “Agroenergia em Curso,” iniciativa que levou 23 jornalistas de oito estados para dois dias de atualização sobre a indústria da cana-de-açúcar à Unidade Rio Claro da ETH Bioenergia (hoje Odebrecht Agroindustrial), no município de Caçú (GO). Alguns dos principais especialistas do setor conduziram palestras e apresentações detalhadas para o grupo, seguidas de visitas às atividades agrícolas e industriais da empresa.

Uma nova edição do “Agroenergia” foi realizada na última semana de abril no Estado de Mato Grosso do Sul (MS), desta vez com apoio da Adecoagro, que na oportunidade promoveu a inauguração de sua nova unidade no município de Ivinhema. Outros 20 jornalistas de diversos estados participaram da ação. “A comunicação é chave para qualquer setor e mesmo com todo o reconhecimento da indústria, o setor sucroenergético entende que esse tipo de aproximação é essencial para sanar dúvidas e acabar com mitos,” defendeu a coordenadora do AGORA.