fbpx

Setor marca presença em ação de apoio a portadores de autismo

16 de agosto de 2012

Três grandes grupos do setor sucroenergético nacional – Copersucar, por meio de suas cooperadas São José da Estiva e Grupo Maringá (Usina Jacarezinho), Colombo e Cosan, através de seu braço de gestão de propriedades agrícolas, a Radar, – estão entre as empresas e entidades comprometidas com o apoio à pesquisa sobre o autismo no Brasil, que vão patrocinar um evento beneficente promovido no Teatro Municipal de São Paulo pelo Ministério da Cultura (MinC) na segunda-feira, dia 20 de agosto. Trata-se da apresentação da Orquestra Acadêmica de Madrid, que fará um show especial para mais de mil pessoas, com a obtida na venda dos ingressos revertida para a instituição Autismo&Realidade, que desde 2010 apoia portadores de autismo por meio de iniciativas sociais e na área da saúde.

O presidente e fundador da Autismo&Realidade, Hermelindo Ruete de Oliveira, acredita na força do projeto que surgiu com a missão de despertar a sociedade brasileira para o autismo. “Em menos de dois anos de vida foram realizadas diversas ações para orientar famílias em busca do diagnóstico deste transtorno. Quanto mais precoce é a sua identificação, mas eficaz é o tratamento,” alerta o acionista do Grupo Virgolino de Oliveira, que também é conselheiro da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA) e da Copersucar.

O autismo é uma alteração no desenvolvimento psíquico do individuo, que afeta o comportamento e a capacidade de comunicação e socialização. Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), a doença atinge aproximadamente 70 milhões de pessoas em todo o mundo. De acordo com o “Manual para as Famílias,” publicação lançada pela organização internacional Autism Speaks, e disponível na versão em português para download no site da Autismo&Realidade, somente cerca de 10 a 15% das causas do autismo têm uma causa genética.

Além dos empresários do segmento sucroenergético, o show beneficente da Orquestra Acadêmica de Madrid em SP será prestigiado pelo prefeito da cidade de São Paulo, Gilberto Kassab, e pelo secretário municipal de Cultura de SP, Carlos Augusto Calil. Empresas que atuam na cadeia produtiva da cana também estarão representadas no evento, como a auditoria KPMG, o Banco Itaú BBA e a Syngenta, também parceira de dois dos principais projetos do setor sucroenergético brasileiro, o AGORA e o RenovAção. Este último já requalificou quase 5 mil cortadores de cana impactados pelo avanço da mecanização da lavoura para novas funções no setor sucroenergético.

A regência durante a apresentação do orquestra madrilena será do maestro Iñigo Pirfano, com participação do solista Alvaro Siviero, direção geral de Beatriz Franco do Amaral e direção artística de Abel Rocha. Serão executadas obras de Arriaga, Schumann, Mendelssohn e Falla, com participações especiais do violonista Pablo de León e do mezzo-soprano Ainhoa Zubillaga. Também apoiam o evento as empresas Banco ABC Brasil, Facchini, Mefsa, AgroMaster, Gregory.

As entradas podem ser adquiridas na bilheteria do Teatro Municipal de São Paulo, que fica na Praça Ramos de Azevedo, ou via internet através do Ingresso Rápido.