fbpx

São Manoel é selecionada como usina modelo

30 de julho de 2009

A Usina São Manoel, associada à União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA), foi apontada como empresa modelo no Manual de Incorporação dos Critérios Essenciais de Responsabilidade Social Empresarial. O lançamento do trabalho – organizado pelo Instituto Ethos, pelo FUMIN – Fundo Multilateral de Investimentos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e o Programa Tear – ocorreu na quarta-feira (29/07), no auditório do Grupo Pão de Açúcar, em São Paulo.

Para Carlos Dinucci, presidente da São Manoel, é o reconhecimento de um esforço de muitos anos. “Trabalhamos há algum tempo nas áreas de responsabilidade social, ambiental e econômica. E fazemos isso por acreditar que esta iniciativa dá retorno”, afirmou. “A escolha da São Manoel corrobora todo o esforço do setor sucroenergético para promover e disseminar práticas sustentáveis, que sirvam de modelo”, avaliou o presidente da UNICA, Marcos Jank.

Além da São Manoel, também foram selecionadas para compor o manual a CPFL, Dupont, Y.Takaoka Engenharia, Wal-Mart, Shell do Brasil, Natura, Bic Banco e Amway. A usina, localizada no município de São Manuel, interior de São Paulo, é mencionada no quinto critério de Responsabilidade Social Empresarial (RSE), de um total de 29, intitulado “Apoiar a erradicação efetiva do trabalho infantil, tanto em suas atividades diretas quanto em sua cadeia produtiva”.

Trabalho Infantil

A política da São Manoel de apoio à erradicação do trabalho infantil junto aos fornecedores proíbe a contratação de trabalhadores menores de 18 anos, exceção feita aos aprendizes, de acordo com a  legislação vigente. A filosofia inclui uma cláusula que condena o trabalho infantil em todos os contratos firmados com parceiros e fornecedores. Os infratores podem ser banidos da lista de fornecedores.

Para a produção do Manual foram selecionadas 27 empresas-modelo, que representam os 29 critérios essenciais de RSE. Estes critérios estão agrupados em sete grandes áreas de interesse: direitos humanos; direitos das relações de trabalho; proteção das relações de consumo; meio ambiente; ética e transparência; diálogo/engajamento com públicos de interesse (stakeholders) e governança corporativa.