fbpx

UNICA prevê melhores resultados nas exportações de açúcar

13 de junho de 2013

A expansão do Terminal Açucareiro Copersucar (TAC), inaugurada na quinta-feira (05/06) no porto de Santos (SP), dobra a capacidade de embarque de cinco para 10 milhões de toneladas já na safra 2013/2014 e atende à crescente demanda de exportação do produto. A constatação é do diretor Técnico da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA), Antonio de Padua Rodrigues, que participou do evento de inauguração do terminal renovado.

“A estrutura logística aumenta consideravelmente o escoamento açucareiro do Estado de São Paulo, o maior produtor do País. Além de ganhos de competitividade, trará reflexos positivos em toda a indústria da cana,” afirmou.

O TAC integra o plano da empresa de investir R$ 2 bilhões em infraestrutura até 2015. Desde o início das operações, em 1998, a Copersucar já investiu cerca de R$ 400 milhões no terminal.

“A expansão é estratégica por permitir o crescimento dos volumes de exportação da Companhia, contribuir para a sua liderança como maior comercializadora mundial de açúcar e de etanol e fortalecer a participação do setor sucroenergético na economia brasileira,” afirmou o presidente do Conselho de Administração da Copersucar e membro do Conselho Deliberativo da UNICA, Luís Roberto Pogetti.

Estrutura duplicada

O terminal recebeu um terceiro equipamento de carregamento de navios, conhecido como ship loader em inglês, que aumenta a capacidade de embarque em mais 3 mil toneladas por hora, totalizando um volume de carregamento de 5,5 mil toneladas por hora.

Para aperfeiçoar a capacidade de recepção de açúcar foi instalada uma calha por onde caem os grãos (moega), o que permitirá a ampliação da participação do transporte ferroviário do açúcar dos atuais 30% para 70% do volume embarcado. Um armazém graneleiro também foi conectado à moega para aumentar de 110 mil toneladas para 330 mil toneladas a capacidade de armazenagem fixa do TAC.

Segundo a Copersucar, com a entrega das obras haverá maior sincronismo das operações. O aumento da eficiência eliminará 100 mil viagens anuais de caminhão entre os polos produtores e o porto no litoral paulista.

A cerimônia de entrega das obras do TAC teve a presença do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, do presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf e de lideranças do setor sucroenergético. A UNICA foi representada por seu diretor Técnico, Antonio de Padua Rodrigues, por sua presidente Executiva, Elizabeth Farina e pelo diretor Executivo, Eduardo Leão de Sousa.