O etanol pode ser a solução para melhoria da qualidade do ar e a redução nas emissões de gases de efeito estufa em grandes centros urbanos. O assunto foi tratado, na manhã desta segunda-feira (5), em Pequim, durante reunião da Associação da Indústria Automobilística da China (CAAM, na sigla em inglês) e representantes da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA), que também discutiram possibilidades de parcerias e cooperação em relação ao etanol.

No encontro, o presidente do Conselho Deliberativo UNICA, Marcelo Ometto, compartilhou com os representantes da CAAM informações sobre o Programa de Etanol Brasileiro e os resultados positivos observados no país com a utilização do biocombustível.

“O etanol é uma das melhores soluções para reduzir as emissões de óxido de nitrogênio (NOx) e material de partículas. No caso de São Paulo, particularmente, com ajuda do etanol, o nível de poluição caiu de 54 microgramas/m3 nos anos 2000, para 29 microgramas/m3 nos dias de hoje”, explicou Ometto.

Os representantes da CAAM também conseguiram esclarecer dúvidas sobre a mistura de 27% de etanol na gasolina usada no Brasil, o impacto nos motores dos carros, benefícios ambientais e reflexos nos preços nas bombas.

“Tivemos uma ótima reunião na qual discutimos sobre oportunidades de cooperação no etanol. Segundo a associação, a frota atual de veículos, que é de 240 milhões, deverá duplicar nos próximos anos. E apesar de todos os incentivos aos carros elétricos na China, eles acreditam que não deverá ultrapassar 30% da frota. Assim, entendem que o etanol vai ter que necessariamente fazer parte da equação no esforço chinês de reduzir poluição local e emissões de gases de efeito estufa”, destacou o diretor-executivo da UNICA, Eduardo Leão.

A reunião, organizada pela UNICA, contou com a participação do Secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Gustavo Junqueira, e de Patrícia Iglecias, diretora-presidente da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), que integram a comitiva multissetorial, liderada pelo governador de São Paulo, João Doria, para a promoção de negócios entre Brasil e China.

Os executivos da UNICA aproveitarão a missão para promover o etanol e mostrar o impacto positivo na melhoria da qualidade do ar a partir do uso do biocombustível no Brasil. Com esse objetivo, os representantes do setor sucroenergético participam de reuniões com empresas da área automotiva, petróleo e bioquímica. Entre os pontos a serem discutidos estão a experiência brasileira, logística e parcerias futuras