fbpx

Usina Guaíra tema de programa especial da Bloomberg em parceria ONU

21 de dezembro de 2016

Os trabalhos realizados pela Usina Açucareira Guaíra no âmbito do Projeto de Sustentabilidade Valore, iniciativa socioambiental desenvolvida em parceria com a companhia Bayer, foram tema de reportagem exibida em dezembro no canal norte-americano Bloomberg, de grande audiência mundial. A matéria foi veiculada no programa “Time for Global Action”, que tem parceria com a ONU e divulga ações voltadas para a sustentabilidade em todo o mundo.

Criado pelo departamento Ambiental da Guaíra, o Projeto Valore, entre outros objetivos, responde a um mercado global cada vez mais exigente e preocupado com questões relacionadas à sustentabilidade das cadeias produtivas. Visando contribuir para a produção sustentável da cana-de-açúcar e de seus produtos derivados, o Valore é ferramenta fundamental nos processos de certificações agrícolas da companhia. Para o diretor Técnico da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA), Antonio de Padua Rodrigues, projetos como este são cada vez mais necessários para usinas brasileiras que exportam seus produtos.

“Atestar a produção sustentável de açúcar e etanol é um requisito crescente entre os importadores, principalmente para europeus e norte-americanos. O mais interessante a respeito do Valore é que ele não proporciona apenas acesso a mercados, mas também a uma melhor condição socioeconômica para todos os colaboradores que atuam na empresa, que vale destacar, é uma das mais tradicionais do setor”, observa o executivo.

O responsável pelo departamento de Agricultura da Guaíra, Gustavo Villa Gomes, reforça este argumento: “Temos um relacionamento muito estreito com programas sociais que atendam creches, escolas, entre outros órgãos municipais, no sentido de melhorar a qualidade de vida destas pessoas que estão conosco no dia a dia de trabalho e, lógico, dos seus familiares também”.

Além de mostrar a eficiência na produção de cana  – como a mecanização de 100% de sua colheita desde 2009 – e seus derivados e desenvolver ações de preservação ambiental no município de Guaíra (SP), o Valore tem uma agenda social bastante significativa. Este aspecto foi enfatizado pela reportagem exibida na Bloomberg, que entrevistou e contou a história da ascensão profissional vivida por funcionários valorizados por um dos programas de capacitação da Guaíra.

“Já tínhamos um plano voltado para o meio ambiente e a segurança (no trabalho), mas o Valore veio para brilhar ainda mais. Comecei a trabalhar cedo, foram 12 anos de comércio, em bar e padaria, até que fui para a Usina Guaíra. Iniciei no Serviços Gerais e, mesmo com amigos dizendo ‘Carlos, volta para a padaria, onde você trabalhava de gerente, sentado, apenas coordenando’, eu queria algo mais, ser alguém na vida. Vi, então, que na usina eu tinha essa possibilidade”, explica Carlos, que recentemente concluiu o curso de Técnico de Segurança.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Prêmios

As iniciativas promovidas nos últimos 12 anos em prol da preservação do meio ambiente e regularização de suas propriedades renderam à Guaíra importantes premiações este ano: por três anos consecutivos, a Guaíra recebeu da Ordem dos Parlamentares o prêmio Top Quality Ambiental; foi honrada com o Título “Empresa Amiga da Natureza”, concedido pelo 4º Batalhão da Polícia militar Ambiental do Estado de São Paulo; e, desde 2010, acumula o reconhecimento de Empresa Destaque Preservação  Ambiental após pesquisa elaborada pelo Jornal do Meio Ambiente do Estado de São Paulo em parceria com o Ibama, Conama, MMA e outros órgão governamentais.

A companhia também foi laureada com o troféu MasterCana Desempenho Centro-Sul em 2016 e na categoria Social (2011 e 2014), além do prêmio BestBIO (2013 e 2014), do Jornal Cana, como “Empresa do ano em Sustentabilidade”, e o selo VisãoAgro Sudeste 2016, na modalidade Empreendedorismo e Gestão Administrativa.

Tradição

A usina Guaíra nasceu em um momento especial para o setor sucroenergético. Logo nos primeiros anos do Proálcool, o empresário e agropecuarista, Heráclito da Motta Luiz, em conjunto com os filhos, Eduardo Junqueira da Motta Luiz e Otávio Junqueira Motta Luiz, decidiu apostar no inédito programa criado perlo Governo para promover o etanol carburante e trocou a criação de gado pelo cultivo de canaviais. Pouco tempo depois de iniciar a empreitada, foi lançada, em 1981, a pedra fundamental da Destilaria Guaíra. À época, a empresa contava com 1.100 funcionários e uma produção diária de 120 mil litros do biocombustível canavieiro.

Em 1993, a Guaíra inaugurou sua a fábrica de açúcar, produzindo diariamente 8 mil sacas para o abasteciment o dos mercados interno e externo. Atualmente, são 2.700 colaboradores diretos, 480 mil litros de etanol hidratado ou 420 mil litros de anidro, e 1.000 toneladas de açúcar (20.000 sacas de 50 kg) produzidos diariamente. Na lista de exportação dos seus produtos, constam os principais mercados mundiais; Europa, África, Oriente Médio, China e Rússia.